segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Férias parte III - Cáceres

A nossa terceira paragem foi por Cáceres. Com o calor que se fazia sentir e a precaução que deve ser sempre levada em conta, não seria viável fazer uma viagem directa de Madrid a Sevilha, além de que era bom pararmos num local onde o hotel proporcionasse uma piscina que nos fizesse relaxar e recuperar o fôlego! 
Pelo que analisamos via Booking, o hotel que parecia preencher as características que pretendíamos foi o Barceló Centenario V. Escolha decidida e lá chegamos a Cáceres. O hotel é grande, muito grande, mas também não é bem aquilo que é retratado na net! Os quartos são bons, nada a dizer. O pequeno almoço não era mau, sendo muito variado e com muitas opções de sumos e batidos para as crianças. A piscina é que defraudou as expectativas quando esta seria o principal motivo da Rocha do hotel. Uma piscina de tamanho normal ( não de tamanho xxl como resort), mas toda em pedra e com profundidade mínima de 1,50m! Portanto, depois de entrar na mesma rapidamente a profundidade aumentava e ficávamos sem pé, o que não é viável para andar com uma bebé! A piscina dos pequeninos era minúscula e também em pedra. O que valeu? As espreguiçadeiras que eram confortáveis e o facto de fazerem smothies na hora, o que permitiu que a piquena, que andava sem apetite, pudesse compensar nestes sumos.
Em relação à cidade em si, devo dizer que a Plaza Mayor não é nada de especial, mas vale a pena pela zona das muralhas. Plaza San Mateo, girissima, com músicos de rua que nos fazem reportar a um tempo medieval e místico. Vale a pena visitar mas cuidado com carrinhos de bebé! Tem tantas pedras pelo pavimento que não é nada fácil fazer com que o carrinho ande, inclusivamente vimos uma mãe atrapalhada porque uma roda do carrinho do bebé tinha partido! 
Percalço à parte, o que efectivamente nos encheu as medidas e tornou Caceres um sítio melhor foi o jantar no Restaurante Bouquet. Situado literalmente no meio da rua entre muralhas, encontramos um dos mais referenciados restaurantes de Caceres e que valeu a pena. A nossa escolha foi uma entrada para partilhar: salada de perdiz; pratos principais: rabo de touro e risotto de vieiras; sobremesa: gelado de melão envolto de capa de melão caramelizada é banhada a leite de arroz. A refeição foi acompanhada pelo vinho da Extremadura Carlos Plaza Pardina 2011 - Recomendo e afirmo que afinal há vinhos espanhóis de qualidade extrema, é preciso é explorar um pouco.

Ficam as fotos ;)





















Sem comentários:

Enviar um comentário