terça-feira, 26 de maio de 2015

Pessoa, Bethania e Eu...

... Só pode haver um acordo íntimo entre nós!!!

Na entrevista que Bethania deu à RTP ela falou da admiração que sente por Fernando Pessoa. Para ela é o maior poeta de sempre.
Engraçado ouvi-la dizer que é como se Pessoa tivesse nascido em Santo Amaro, como se vivesse uma espécie de intimidade com ele; ele ensina-a a descobrir quem ela é.


Eu comecei a ler Pessoa com 12 anos. Lembro-me que na escola ninguém percebia muito bem o que ele escrevia. Era difícil! Era chato (é sempre quando não se percebe alguma coisa)!
Já eu vibrava com a forma entusiasmada com que a professora Natália Fernandes lia os poemas. "Inquietações metafísicas", "subconsciente", "tédio da vida", "desencanto".... Expressões que me fascinaram desde o primeiro momento é que me fizeram explorar mais Pessoa.
Seu amor por Ofélia. Tivesse eu vivido no seu tempo e de forma pretensiosa digo que seria a Ofélia.
"Só quem não escreve cartas de Amor é que é ridículo!"
O delírio! O livro Os três últimos dias de Fernando Pessoa, é simplesmente delicioso e inquietante. Na cama do hospital ele recebe a visita dos seus heterónimos Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro e do seu semi-heterónimo Bernardo Soares, autor do genial Livro do Desassossego.
A forma como se despedem revela que não há genio como Pessoa, e que nem todas as pessoas têm a sensibilidade suficiente para perceber Pessoa e os vários patamares dos seus humores.
Adoro Pessoa!

Depois temos Bethania.
Bethania é a minha "Mãe"! Comecei a ouvir e sentir Bethania num verão quente, cheio de sol,  e noites estreladas, em meados dos anos 90. Tinha 15 anos e todos os sonhos do Mundo (e ainda hoje os tenho)!
Bethania canta-me ao coração.
Na adolescência não andava com a crise da borbulha! Nunca vivi as tais crises existenciais. Era gira, cheia de luz, e só a música e o amor me moviam. Bethania cantava para mim como que uma espécie de conselho de mãe! Até hoje continua a ser a minha "mãe" secreta. A que me fala em forma de canto e poesia. A que me transmite o conhecimento da vida, dos sonhos e do amor através do seu canto e poesia de Pessoa.
Adorava poder falar com Bethania. Que ela soubesse aquilo que me faz sentir, que me encoraja, a força de me dá! O poder que tem através da sua voz, de me fazer chorar, espremer o coração, torcê-lo, sacudi-lo, e depois estendê-lo ao sol e encher-me a alma de sorrisos e alegria, erguendo-me com a confiança e sonho de quem vai poder conquistar o mundo!




segunda-feira, 25 de maio de 2015

Frequentas minhas mais estranhas fantasias


Noites Brancas e Bethânia ❤️

"Tu nunca me esquecerás! Disseste: acredito em ti! E é desde então que a minha vida se encerra nestas palavras. É forçoso separarmo-nos; chegou o momento! Já o sabia há muito tempo, minha doce, minha triste beleza! Mas só hoje é que o compreendi. Durante todo o nosso tempo, o tempo em que tu me amaste, o meu coração confrangia-se e sangrava ao pensar no nosso amor. Acreditar-me-ás? Sinto menos sofrimento agora! Tudo devia acabar assim; era o nosso destino, eu sabia-o!..." Fiódor Dostoievski (Netotchka)


Maria Bethânia deixou-me com a alma cheia

Já perdi a conta de quantos concertos já vi da Bethania, mas são sempre todos diferentes.
Sabem um carro a precisar de combustível para continuar a andar?, era assim que eu estava até ontem... Para continuar a andar precisava de me abastecer de Bethania. Aquela forma de interpretar os mais belos poemas, a forma como se apresenta e enche o palco.
Ela entra, eu arrepio-me e os meus olhos imediatamente se enchem de lágrimas; lágrimas de alegria, de emoção, de saudade, de esperança, de confiança, de amor, de paixão, de vida!

"Em mim o ETERNO é Música e Amor"!
Foi assim que se apresentou em palco, e é esta a frase que tantas e tantas vezes repito.




São João 2015 - Porto

Arrancaram este sábado as Festas Sanjoaninas no Porto.
Depois de no ano passado me ter insurgido junto da CMPorto e Porto Lazer pela falta de São João nas Fontaínhas, este ano os pedidos foram ouvidos, e o São João regressa em força à Alameda.
Se sou fervorosa adepta do São João?, confesso que não, mas também tenho de reconhecer que é A festa da cidade e que traz muita alegria às suas gentes.
Ao longo do tempo, a zona sul do Bonfim tem vindo a ser esquecida, está envelhecida, deprimida. Os seus moradores vivem com dificuldades e precisam de ânimo e alento. A festa do São João traz-lhes esse alento, e é tão bom ver os sorrisos estampados em cada rosto, sejam mais velhos, sejam mais jovens.

Venham divertir-se na Grande Festa do Porto que este ano durará 6 semanas.
Aqui fica o Programa.


quarta-feira, 20 de maio de 2015

Maria Bethânia no Coliseu do Porto - 50 Anos de Carreira


Remember!, é já no próximo domingo, dia 24, que a Diva vem celebrar com os portuenses os seus 50 anos de carreira. 
Em contagem decrescente, deixo uma das músicas do novo álbum "Meus Quintais", em jeito de estágio para o concerto ;) 





Estou ansiosa 🙆🏼❤️