segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Férias parte V - El Rompido

Quando saímos de Sevilha achamos que estaríamos a rumar muito próximo de Isla Canela que se situa muito próximo da fronteira pelo Algarve. O local chama-se El Rompido, e o critério de busca foi um resort onde fosse possível descansar das férias de cidade e finalmente estar de papo para o sol :) Quando chegamos percebemos que afinal estaríamos em Cartaya, muito próximo de Punta Umbría e não Isla Canela, e a surpresa foi excelente.
El Rompido é uma vila da Costa da Luz que pertence ao município de Cartaya - Huelva, e é um local que apenas vivia da pesca até há cerca de 10/ 15 anos, altura em que o turismo despoletou devido aos seus campos de golf e resorts por ali construídos.
Nós ficamos alojados no Hotel Precise El Rompido Golf, que se situa a cerca de 3 min do centro. Dentro do mesmo complexo existe também um edifício de Apartamentos, onde as famílias poderão encontrar um local com mais espaço, podendo, por exemplo, cozinhar. Os edifícios tem as suspirarias, bares e restaurantes em separado, no entanto, todos os dias há animação, quer para crianças, quer par adultos, e como os apartamentos são mais procurados por casais com filhos, é nesse edifício que se realizam todos os espectáculos e brincadeiras, aos quais os hóspedes do hotel tem acesso. Há espectáculos só para adultos, só para crianças e espectáculos para as famílias; o hotel é excelente para as crianças já que há animação todo o dia com um grupo de profissionais doresort especializados.
El Rompido tem a Playa de La Flecha, a qual só se acede de barco, e por isso é bastante calma, mesmo em Agosto. O hotel tem um comboio que vai buscar os hóspedes ao resort deixando-os no porto onde se apanha o barco que faz a travessia para a praia. Há transporte de 30' em 30', e o resort disponibiliza cartões para termos acesso gratuito a estes meios de transporte. Nós optamos por ir de carro até ao porto ( tem estacionamento) e seguir para o barco, que demora cerca de 10' na sua travessia.
Sobre a praia: limpa, sossegada, um mar em que se anda, anda, anda, e a altura máxima não me passou da anca. Duas espreguiçadeiras e o guarda sol em palhinha custam  apenas 10€!, sim, 10€, e ainda... oferecem duas garrafas de água bem fresca que podemos levantar quando quisermos no bar de apoio. Top! Claro que se lá quiserem ficar todo o dia convém levarem um lanchinho básico ( nada de grandes farnéis senão estragam a praia, ok?!), mas normalmente isso não acontece até porque há uns snacks no bar de apoio e as pessoas como vão na modalidade MP ou TI no caso do hotel, ou tem apartamento, logo crianças, logo à hora de almoço recolhem-se por causa do sol. No nosso caso, como foi estadia normal com PA, almoçamos e jantamos sempre no centro de El Rompido.
E onde se come lindamente em El Rompido, comida fresca, caseira e honesta, a preços também eles honestos? 
Mesmo em frente ao posto de turismo e loja (com coisas girissimas, diga-se!), temos esta casa. Os donos, de ascendência portuguesa, recebem-nós de forma simples, honesta e cuidada. 
A comida à base de peixes e mariscos frescos fazem as delícias, ainda mais com preços honestos que praticam. De entre vários pratos destaco as amêijoas, os camarões à la plancha, o bacalhau com natas que é DELICIOSO, a corvina grelhada e a paelha que servem aos domingos e que deve ser encomendada, sendo que a mesma tem um sabor diferente do habitual, já que reúne várias especiarias. Com o calor que se faz sentir, umas cañas geladinhas caem muito bem. Por isso, RECOMENDO VIVAMENTE este restaurante.

Deixo fotos para vos despertar este pequeno paraíso tão próximo de nós e onde ainda se encontra algum sossego mesmo em Agosto ;)





































1 comentário: